Passo a passo para a antecipação de recebíveis

Muitas empresas já perceberam que a antecipação de recebíveis pode ser a solução ideal para o equilíbrio de seu fluxo de caixa. De acordo com dados do Banco Central, em 2018 o mercado de crédito voltou a crescer. O saldo de crédito do país aumentou 5,5% no ano, alcançando R$3,3 trilhões em dezembro, e parte das operações responsáveis por esse aumento compreendem antecipações de recebíveis.

O que ainda leva empresas a não aproveitarem essa oportunidade, contudo, são dúvidas relativas às etapas necessárias para realizar esse tipo de operação. Por essa razão, a Taipa preparou um passo a passo para a antecipação de recebíveis. Aqui você vai encontrar todas as informações que precisa para começar a solucionar seus problemas com fluxo de caixa.

Recursos de terceiros para equilibrar o fluxo de caixa são buscados, quando o capital próprio da empresa precisa ser direcionado para investimentos ou precisa estar priorizado para folha de pagamento, só para dar alguns exemplos. Assim, o capital de terceiros via antecipação de recebíveis cai como uma luva para aquela compra de matéria-prima necessária para atender aos pedidos de clientes, ou mesmo para cobrir algum imprevisto.

Passo 1 – Definição do destino desse dinheiro

Definir a aplicação correta do recurso obtido através da antecipação de recebíveis é um excelente começo para tudo dar certo. Planejamento é a palavra-chave e irá guiar a sua empresa ao longo deste processo. O valor a ser antecipado deve ser aplicado no ciclo produtivo de sua empresa, preferencialmente nas atividades fim (core business), como compra de matéria-prima, pagamento de folha de funcionários, negociação de maiores prazos com clientes, ou negociações à vista com fornecedores para obtenção de descontos. Todas elas são válidas, mas precisam ser devidamente previstas.

Passo 1 – Definição do destino desse dinheiro

Definir a aplicação correta do recurso obtido através da antecipação de recebíveis é um excelente começo para tudo dar certo. Planejamento é a palavra-chave e irá guiar a sua empresa ao longo deste processo. O valor a ser antecipado deve ser aplicado no ciclo produtivo de sua empresa, preferencialmente nas atividades fim (core business), como compra de matéria-prima, pagamento de folha de funcionários, negociação de maiores prazos com clientes, ou negociações à vista com fornecedores para obtenção de descontos. Todas elas são válidas, mas precisam ser devidamente previstas.

Compartilhe

Newsletter semanal